Você está preocupado com a acne canina? Veja o que os veterinários fazem para tratar o problema.

acne canina

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

Anúncios

O que é acne canina?

A acne canina é uma doença inflamatória nos lábios e da pele do focinho do cão.

Cães com sintomas leves de acne costumam apresentar caroços ou espinhas na pele.

Em casos mais graves, podem causar um inchaço generalizado nos lábios e no focinho, feridas com sangramento ou ferimentos sérios no focinho do cão. Se não forem tratadas, os casos graves de acne canina podem causar sérias inflamações e cicatrizes para sempre.

Na maioria dos casos, o veterinário pode diagnosticar a acne canina em uma avaliação clínica. As feridas da acne canina são bem caraterísticas: distribuídas em volta dos lábios e do focinho. Esses são os sintomas mais específicos dessa condição.

Em alguns casos, entretanto, mais exames podem ser necessários para confirmar o diagnóstico. Seu veterinário pode pedir uma biópsia da pele, para ter a certeza do diagnóstico da acne e descartar outras doenças de pele. Além disso, seu veterinário pode recomendar um exame de cultura bacteriana e de sensibilidade aos antibióticos, em caso de infecção. Assim podem identificar a bactéria causadora da infecção e prescrever os antibióticos adequados para o tratamento.

O que causa acne canina?

A causa da acne canina ainda não é totalmente compreendida. Anteriormente, pensava-se que a acne canina estava relacionada à acne humana, que é principalmente causada por hormônios, mas evidências mais recentes sugeriram que não é o caso.

A predisposição genética, entretanto, apresenta um papel importante no aparecimento da acne em cães. As raças mais afetadas incluem boxers, buldogues ingleses, dinamarqueses, pointers alemães de pelo curto, weimaraners, mastiffs, rottweilers e doberman pinschers. Outras raças podem ser afetadas, embora não seja muito comum com incidências mais baixas do que essas raças predispostas.

“Embora a inflamação causada pela acne canina nem sempre aparece nos estágios iniciais, bactérias podem facilmente entrar na pele danificada e causar uma infecção.”

Acredita-se que muitos casos de acne canina sejam desencadeados por feridas na pele do queixo ou focinho. Isso pode fazer com que os pelos se partam perto da superfície da pele, causando inflamação dentro do folículo piloso e eventual ruptura do folículo piloso.

acne canina causas, sintomas e tratamentos

Quando o folículo piloso se rompe, seu conteúdo é liberado na pele. Isso cria mais inflamação, pois o conteúdo dos folículos pilosos são reconhecido como uma sustância estranha pela pele. Embora a inflamação causada pela acne canina não cause infecção nos estágios iniciais, as bactérias do ambiente podem entrar facilmente na pele danificada e causar uma infecção.

Em alguns casos, a acne pode estar associada a doenças de pele subjacentes. Seu veterinário avaliará seu cachorro quanto a possíveis alergias alimentares ou ambientais. Se  suspeitar dessas alergias, controlar estas alergias pode diminuir a acne. Além disso, seu veterinário fará um exame físico e / ou exames laboratoriais para descartar qualquer tipo de parasitas que possa contribuir para a causa ou infçamação da acne.

Como tratar acne em cães?

Acne canina tratamento

O tratamento mais comum para a acne canina é o uso de peróxido de benzoíla tópico.

Este produto (que normalmente é vendido sem receita nas farmácias, ou em lojas de produtos veterinários) ajuda a limpar o folículo piloso e reduzir a chances de contaminação bacteriana.

Em casos leves, o peróxido de benzoíla sozinho pode ser suficiente para resolver a acne canina; em casos mais graves, o peróxido de benzoíla usado a longo prazo, pode ser usado para diminuir a probabilidade de recorrência.

Existem muitos outros tratamentos para a acne canina. Os esteroides podem ser usados ​​para diminuir a inflamação na pele.

Esteroides orais podem ser: prednisona ou prednisona. ​​Enquanto os esteróides tópicos normalmente são: betametasona ou flucinolona.

Alguns animais podem responder ao antibiótico tópico, como a mupirocina, que reduz as bactérias na pele.

Alguns cães também podem responder bem à isoretinoína, que pode desinflamar os folículos capilares.

Se as lesões estiverem infectadas, seu veterinário pode prescrever um antibiótico para a pele.

Se forem usados ​​antibióticos orais, eles normalmente são administrados por quatro a oito semanas, dependendo da gravidade da infecção.

Agora, é muito importante que o tratamento não seja suspenso e a dose prescrita pelo veterinário seja completa. Não se deve interromper o tratamento antes do período prescrito, mesmo que os sintomas desapareçam. Pois isso pode causar reincidência da infecção e resistência ao antibiótico prescrito.

Acne canina tratamento caseiro

Atenção: Não se deve “estourar as espinhas!

Apertar as espinhas do seu cão aumenta a probabilidade de rompimento dos folículos pilosos e agrava a inflamação.

“Estourar ou espremer as lesões aumenta a probabilidade de ruptura dos folículos capilares.”

Se você identificar a acne no seu cão, deve evitar uma possível contaminação.

Os cães usam seu focinho para quase tudo, incluindo remexer uma lixeira, comer de uma tigela de plástico, ou outro objeto que pode ter bordas ásperas e causar rompimento dos folículos e em sequencia uma inflamação.

Eles também podem coçar o rosto, e suas unhas e patas podem inflamar a acne, por isso é uma boa ideia usar um colete cervical no animal.

Definitivamente, não há um tratamento caseiro específico para a acne em cães, o que pode ser feito em casa é evitar que a pele do cão infecione.

Fonte

https://vcahospitals.com/know-your-pet/acne-in-dogs

Isenção de responsabilidade

Esse artigo é meramente informativo, dessa forma não deseja substituir a consulta do veterinário. Não dê medicamentos ao seu animal sem a prescrição de um médico veterinário.

Todas as informações desse artigo são baseadas na fonte citada.

 

O seu cachorro está impossível e você não sabe mais o que fazer? Neste guia você irá aprender como adestrá-lo resolvendo os seus principais problemas de comportamento.

ASSINE NOSSO SITE E RECEBA EM SEU E-MAIL OS NOVOS ARTIGOS

Autora:

Andrea Menengoy

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

Marcações:Dicas de Saúde

Gostou desse artigo? Deixe um comentário