O que é doença de Addison em Cães?

O que é doença de Addison em Cães

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

O que é a doença de Addison?

A doença ou síndrome de Addison, cientificamente conhecida como hipoadrenocorticismo, é uma doença com graves consequências para os cachorros, embora, felizmente, com o tratamento certo, é esperado que os cães diagnosticados com a doença de Addison tenham uma expectativa de vida normal. A doença de Addison ocorre quando as glândulas suprarrenais deixam de produzir os hormônios corretamente.

Os hormônios mais importantes produzidos pelas glândulas suprarrenais são os esteroides, principalmente a aldosterona e o cortisol. Esses esteroides desempenham um papel muito importante na regulação dos órgãos internos e sistemas do corpo do seu cachorro. Sem eles, o corpo do seu cachorro se deteriora, levando a complicações graves e até à morte.

Causas da doença de Addison em cães

Na maioria dos casos, a causa da doença de Addison em cães é desconhecida.

Os veterinários acreditam que a maioria desses casos seja de um processo autoimune.

A doença de Addison também pode ser causada pela destruição da glândula adrenal, por tumor metastático, hemorragia, infarto, doença granulomatosa, agentes adrenolíticos como o medicamento mitotano ou um medicamento como o trilostano que inibe as enzimas adrenais.

Quando algo interfere no funcionamento da glândula adrenal, o corpo não é mais capaz de produzir glicocorticóides e mineralocorticóides, especificamente aldosterona e cortisol. Isso leva a uma ampla gama de sintomas e, nos casos agudos da doença de Addison, à morte.

Os cientistas podem não saber exatamente quais são as causa da doença de Addison, mas qualquer cachorro pode desenvolver a síndrome de Addison, seja um cachorro de raça pura ou mestiça.

Existem, no entanto, algumas raças que parecem estar predispostas à doença:

  • Poodles
  • Terrier Branco
  • Dinamarqueses
  • Bearded Collie
  • Cão de Água Portugueses
  • Nova scotia duck tolling retriever
  • Soft coated wheaten terrier

A doença de Addison pode afetar qualquer raça de cão , bem como cachorros de raça mista, não dependendo da idade ou sexo, mas é mais comum em cachorros jovens, fêmeas e cães de meia-idade.

Sintomas da doença de Addison em cães

A doença de Addison progressiva não é fácil de diagnosticar, em grande parte graças à ampla gama de sintomas associados à doença.

Em parte, os cachorros com síndrome de Addison podem apresentar episódios recorrentes de gastroenterite, falta de apetite, perda lenta do peso corporal e incapacidade de responder adequadamente ao estresse. É importante observar que os sintomas da doença de Addison podem aumentar e diminuir.

A redução na produção de aldosterona tem um impacto visível no corpo. Isso leva a alterações nos níveis séricos de sódio, cloreto e potássio, o que afeta os rins. Isso, por sua vez, leva a problemas no coração e no sistema circulatório.

O cortisol, o outro hormônio esteroide importante afetado pela síndrome de Addison, desempenha um papel em quase todos os tecidos importantes do corpo do cachorro. Ele controla a produção de glicose, regula o metabolismo, influencia a quebra de gordura e proteínas, regula a pressão sanguínea, suprime a inflamação, estimula a formação de glóbulos vermelhos e neutraliza o estresse.

A redução na produção de aldosterona e cortisol causa os principais sintomas da doença.

Sintomas da doença de Addison:

  • Depressão
  • Letargia
  • Anorexia (falta de apetite)
  • Perda de peso
  • Vômito
  • Diarreia
  • Sangue na fezes
  • Alopecia (queda de pelo)
  • Aumento da micção
  • Aumento da sede 
  • Desidratação
  • Tremedeira
  • Pulso fraco
  • Frequência cardíaca irregular
  • Temperatura baixa
  • Abdômen dolorido
  • Hipoglicemia
  • Hiperpigmentação da pele (escurecimento da pele )

Diagnostico da doença de Addison em cães

A doença de Addison é normalmente diagnosticada durante uma crise Addisoniana. Em uma crise Addisoniana, a doença atinge um estágio agudo e os cachorros apresentam sintomas com risco de vida, como choque e colapso.

Assim que o cachorro se estabiliza da crise, os veterinários realizam uma série de exames para determinar o que causou o colapso e para descartar outros diagnósticos.

Eles farão exames de sangue ( hemograma completo e bioquímica) e, provavelmente, também farão um exame de urina.

Anemia e níveis muito elevados de potássio e ureia no sangue, juntamente com alterações nos níveis de sódio, cloreto e cálcio no sangue, são sintomas da doença de Addison. O exame de urina também pode revelar baixas concentrações de urina, e seu veterinário pode fazer um eletrocardiograma (ECG) para verificar se há alterações no coração de seu cachorro.

O teste definitivo para a síndrome de Addison é o teste de estimulação do hormônio adrenocorticotrófico. Este teste monitora a função das glândulas suprarrenais, introduzindo o hormônio sintético adrenocorticotrófico. Os veterinários medem a concentração de cortisol antes e depois da administração do hormônio. Isso permite que eles saibam se as glândulas suprarrenais estão funcionando normalmente.

Tratamento da doença de Addison em cães

A primeira coisa que os veterinários fazem para tratar a doença de Addison em cachorros é resolver a crise.

O Merck Veterinary Manual lista uma crise adrenal como um caso de emergência aguda.

Seu cachorro será hospitalizado e passará por terapia intensiva para controlar os sintomas da crise.

Assim que seu cachorro estiver fora de perigo, o veterinário irá receitar um medicamento de reposição hormonal para ajudá-lo a lidar com a deficiência.

Normalmente, há mais de um medicamento prescrito: um mineralocorticoide injetável (geralmente DOCP) mensalmente e um esteroide diário (prednisona) . Além disso, seu veterinário geralmente recomenda que se faça exames de sangue anuais ou semestrais para garantir que o medicamento está funcionando corretamente.

Doença de Addison em cães tem cura?

A doença de Addison não tem cura.

Seu cachorro precisará tomar esses hormônios de reposição por toda a vida, e a dosagem pode precisar ser ajustada com o passar do tempo, especialmente em momentos de estresse.

É muito importante que os proprietários não tentem ajustar o medicamento ou mudar de marca sem consultar o seu veterinário, pois isso pode levar a outro desequilíbrio hormonal.

Leva tempo para acertar a dosagem para o tratamento da doença de Addison em seu cachorro. Esteja preparado para visitar o veterinário com frequência durante o primeiro mês após o diagnóstico, para que ele possa dosar os hormônios e os níveis de eletrólitos do seu cachorro. Isso ajuda o veterinário a encontrar a dosagem certa para o seu cão. 

Prevenção da doença de Addison em cães

A doença de Addison geralmente não pode ser evitada.

A exceto o uso de certos medicamentos. Se o seu cachorro está tomando os medicamentos mitotano ou trilostano para a doença de Cushing , tenha certeza dos sintomas da doença de Addison em cães, pois uma overdose acidental pode levar a uma crise.

Mantenha esses medicamentos fora do alcance de seu cachorro o tempo todo e monitore os medicamentos de seu cão cuidadosamente.

Às vezes, a retirada rápida de um medicamento como a prednisona pode causar síndrome de Addison. Seguir as instruções do seu veterinário sobre a medicação do seu cachorro é a melhor maneira de prevenir complicações graves como a doença de Addison.

Para ter mais informações sobre a doença de Addison em cachorro, converse com seu veterinário.

Isenção de responsabilidade

Este artigo não pretende substituir a consulta veterinária. Se você desconfiar que seu cachorro pode ter doença de Addison ou estar passando por uma crise Addisonian, leve seu cão a um veterinário imediatamente.

Publicidade:

O site CACHORRO DE RAÇA é um participante de programas de publicidade de afiliados projetados para fornecer um meio para a manutenção do site, ganharemos participação na publicidade e nos anúncios vinculados ao site.

 Se você comprar um produto por meio deste artigo, podemos receber uma parte da venda.

Escrito por:

Andrea Menegoy

Revisado por:

Ulisses Veloso

Fonte:

https://www.akc.org/expert-advice/health/addisons-disease-in-dogs-symptoms-treatment-prevention/

Aprenda a adestrar o seu cão Passo a Passo
O seu cachorro está impossível e você não sabe mais o que fazer? Neste guia você irá aprender como adestrá-lo resolvendo os seus principais problemas de comportamento.

ASSINE NOSSO SITE E RECEBA EM SEU E-MAIL OS NOVOS ARTIGOS

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

Gostou desse artigo? Deixe um comentário

Rolar para o topo
%d blogueiros gostam disto: