O que é Cinofobia e como Tratar

Cinofobia ou medo de cachorro é uma doença e deve ser tratada com psicoterapia e medicamentos, pois pode causar transtornos na vida da pessoa.

cinofobia

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

O que é cinofobia?

Cinofobia vem das palavras gregas que significam “cachorro” (cyno) e “medo” (fobia). Uma pessoa que tem cinofobia tem medo de cães, e isso é tanto irracional quanto persistente.

É mais do que apenas se sentir desconfortável com os latidos ou estar perto de um cachorro. Em vez disso, esse medo pode interferir na vida cotidiana e desencadear uma série de sintomas, como dificuldade para respirar ou tontura.

Sintomas

Os pesquisadores estimam que existem mais de 32.400.000 cães no brasil. Portanto, suas chances de encontrar um cachorro são relativamente altas. Com a cinofobia, você pode sentir sintomas quando está perto de cães ou mesmo quando apenas pensa nos cães.

Os sintomas das fobias são muito individuais. Não há duas pessoas que sintam o mesmo medo ou o que desencadeia, da mesma maneira. Os sintomas podem ser físicos, emocionais ou ambos.

Os sintomas físicos incluem:

  • Problemas respiratórios
  • Ritmo cardíaco acelerado
  • Dor ou aperto no peito
  • Tremedeira
  • Tonturas ou enjoo
  • Dor de estômago
  • Sentir calor ou frio
  • Suador

Os sintomas emocionais incluem:

  • Ataques de pânico ou ansiedade
    Intensa necessidade de escapar de situações que desencadeiam o medo
  • Perda de controle
  • Sentir que você pode desmaiar ou morrer
  • Achar que é impotente sobre o seu medo

As crianças também apresentam sintomas específicos.

  • Fazer birra ou pirraça
  • Chorar
  • Agarrar a mãe ou pai

Por exemplo, uma criança pode se recusar a sair do lado do seus pais ou adultos quando um cachorro está por perto.

Você pode ou não conseguir se concentrar exatamente quando seu medo começou ou o que o causou pela primeira vez. Seu medo pode surgir agudamente devido a um ataque de cão ou se desenvolver mais gradualmente ao longo do tempo. Também existem certas situações ou predisposições, como genética, que podem colocar você em maior risco de ter cinofobia.

O que causa cinofobia

  • Experiência. Você já teve uma experiência ruim com um cachorro no passado? Talvez você tenha sido perseguido ou mordido? Situações traumáticas podem colocar você em risco de desenvolver cinofobia.
  • Idade. As fobias afetam crianças e adultos. Em alguns casos, fobias específicas podem aparecer pela primeira vez aos 10 anos. Elas também podem começar mais tarde na vida.
  • Família. Se um de seus parentes próximos tem fobia ou ansiedade, é mais provável que você também desenvolva medos irracionais. Pode ser herdado geneticamente ou se tornar um comportamento que voce aprendeu com seus pais.
  • Disposição. Você pode estar em maior risco de desenvolver fobias se tiver um temperamento mais sensível.
  • Informação. Você pode desenvolver cinofobia se já ouviu coisas negativas sobre estar perto de cães. Por exemplo, se você ler sobre um ataque de cachorro, poderá desenvolver uma fobia em resposta.

Como tratar 

Nem todas as fobias requerem tratamento médico. Quando o medo se torna muito intenso, que você evita ir a locais ou situações que atrapalhem a sua vida, então é hora de procurar um tratamento. O tratamento inclui, terapia ou tomar certos medicamentos.

Psicoterapia

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) pode realmente funcionar para tratar a cinofobia. Algumas pessoas relatam resultados em apenas 1 a 4 sessões de terapia.

Medicação

A psicoterapia geralmente funciona no tratamento de fobias específicas como a cinofobia. Mas, em casos mais graves, os medicamentos são uma opção que pode ser usada , a curto prazo, junto com a terapia. O medicamento pode ser usado se houver uma situação em que você esta perto de cães.

Os medicamentos podem incluir:

  • Bloqueadores beta. Os bloqueadores beta são um tipo de medicamento que impede a adrenalina de causar sintomas como pulso acelerado, pressão arterial alterada ou tremores.
  • Sedativos. Esses medicamentos reduzem a ansiedade, para que você possa relaxar em situações de medo.

Todos os medicamentos listados só são vendidos com receita médica.

Aprenda a adestrar o seu cão Passo a Passo
O seu cachorro está impossível e você não sabe mais o que fazer? Neste guia você irá aprender como adestrá-lo resolvendo os seus principais problemas de comportamento.

Leia também:

Conclusão:

Para casos mais graves de cinofobia, consulte o seu médico. Tratamentos como terapia comportamental geralmente funcionam melhor quanto mais cedo você começa a tratar. Sem tratamento, as fobias podem levar a complicações mais graves, como transtornos do humor, abuso de drogas ou álcool ou até suicídio.

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *