Giárdia em Cachorro: Causas, Sintomas e Tratamentos

giardia em cães

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

O que é Giárdia?

Giárdia é um parasita unicelular que habita o intestino de mamíferos, pássaros e anfíbios. Existem várias “assembleias” diferentes de Giárdia, que é o termo científico usado para descrever as muitas subespécies de Giárdia. Cada assembleia tem como alvo um grupo específico de animais, mas todas as assembleias de Giárdia têm o mesmo ciclo de vida e modo de transmissão.

O ciclo de vida da Giárdia é composto de duas etapas. Os parasitas maduros , ou trofozoítos, vivem no intestino delgado, onde se multiplicam e, por fim, tornam-se cistos. Os cistos são o estágio infeccioso e são eliminados nas fezes do animal infectado. Eles podem sobreviver por várias semanas no ambiente como cistos e, quando ingeridos por um hospedeiro desavisado, transformam-se em trofozoítos e repetem o ciclo de vida.

Como o cachorro pega giárdia?

Como o cachorro pega giárdia?
Ciclo da giárdia em cães

A Giárdia deve ser ingerida por seu cão para que ele pegue o parasita. Seu cão pode pegar Giárdia bebendo água contaminada por fezes ou por comer algo contaminado por fezes, como grama ou mato . Como os cães adoram colocar coisas na boca, isso significa que existem muitas maneiras de seu cão pegar a giárdia, seja mastigando um graveto, comendo cocô , comendo papel higiênico sujo ou bebendo água de uma poça.

Uma vez que o parasita está nos intestinos do seu cão, ele pode espalhar o parasita, mesmo se ele não mostrar nenhum sinal de infecção. Isso é preocupante, principalmente se você tiver mais de um animal de estimação em sua casa. Embora a transmissão de cães para gatos e de gatos para cães seja praticamente improvável, a transmissão de cão para cão é certamente um motivo de preocupação. Se um de seus animais de estimação for diagnosticado com Giárdia, procure um veterinário para saber sobre os cuidados que você precisa tomar para proteger seus outros cães.

O que a giárdia causa no cachorro?

Giárdia em cachorro nem sempre causa problemas, mas quando acontece é muito desagradável. Giardíase é o termo que designa a doença causada pela infecção e, como nos humanos, o sintoma mais comum é a diarreia .

O parasita inibe a capacidade do seu cão de absorver os nutrientes, água e eletrólitos de maneira adequada, o que causa diarreia e perda de peso. A diarreia pode ser intermitente ou contínua, especialmente em cachorros , e a falha no diagnóstico e tratamento da doença pode levar à perda de peso grave e até à morte em casos extremos. A doença é particularmente perigosa em cachorros idosos e cães com sistema imunológico comprometido.

Sintomas de Giárdia em cães

Sintomas de Giárdia em cães
Vomito

A melhor maneira de determinar se seu cão tem Giárdia ou outra doença é levar para o veterinário. No entanto, existem vários sintomas de Giárdia em cães que os donos de cães devem estar cientes. Esses sintomas incluem:

  • Diarreia
  • Perda de peso
  • Dificuldade em ganhar peso
  • Vômito
  • Desidratação
  • Pelo fraco e ralo

Tratamento para Giárdia em cães

Se você perceber que seu cão está com diarreia, procure o veterinário. O veterinário provavelmente fará vários exames para determinar se seu cão tem Giárdia e, dependendo da gravidade do caso, ele fará um tratamento adequado para seu cão.

Remédio para Giárdia em cães

Os medicamentos mais comuns usados ​​para matar Giárdia são fembendazol e metronidazol.

Esses medicamentos são normalmente administrados por três a dez dias para tratar a giardíase. Ambos os medicamentos podem ser administrados em combinação, se necessário. Esta combinação é geralmente administrada em cães com diarreia refratária (diarreia que não responde ao tratamento).

O tratamento de suporte com outros medicamentos pode ser necessário como terapia suplementar se houver desidratação ou diarreia grave.

Uma dieta com alimentos altamente digestíveis pode ajudar a diminuir as fezes moles durante o tratamento.

Alguns cães podem necessitar de exames de acompanhamento e tratamentos com base na gravidade da infecção.

Todos os animais infectados devem ser examinados novamente duas a quatro semanas após o término do tratamento.

Como os cistos da Giárdia são infecciosos imediatamente quando passados ​​para o meio ambiente, as fezes devem ser removidas rapidamente e descartadas.

Os animais infectados devem tomar banho regularmente para remover os cistos do pelo.

Como eliminar a giárdia do ambiente?

É melhor prevenir do que remediar, diz o ditado, e isso certamente é verdade no caso da Giárdia em cães. Embora nem sempre possamos controlar todos os aspectos do ambiente de nosso cão, existem algumas coisas que os proprietários podem fazer para prevenir a Giárdia em cães.

Sempre permita que seu cão tenha acesso a água limpa e fresca o tempo todo. Isso reduz as chances do seu cão tomar água de poças infectadas e também é fundamental para a saúde geral do animal. Se você mora em um lugar onde a Giárdia está presente na água da torneira, compre um filtro que remova os cistos de Giárdia da água ou ferva a água do seu cão. Água quente mata os cistos, mas sempre deixe esfriar antes de dar ao seu cão!

A outra ação preventiva importante que você pode tomar é prestar atenção à higiene do ambiente, retire as fezes regularmente e se seu quintal for cimentado, lave sempre com um desinfetante e bactericida vendido nas pets shops . Buracos no mudo ou cerca do seu quintal podem permitir que animais contaminados da rua ou de vizinhos entrem e contaminem o ambiente. Isso impedirá que os cistos entrem no ambiente e também tornará seu quintal um local mais saudável para os cães e para as pessoas.

Você também deve tomar cuidado e não levar seu cão a locais onde haja grande quantidade de fezes de animais, como parques comunitários para cães e terrenos abandonados, pois isso reduz a possibilidade de exposição ao parasita.

Giárdia canina pega em humanos?

Ninguém quer pegar giardíase. Felizmente, as chances de humanos serem infectados com Giárdia em cães são relativamente baixas, embora isso possa acontecer. Lavar as mãos depois de mexer no cocô do cachorro reduzirá ainda mais o risco, que já baixo, e também é uma questão de higiene.

A Giárdia em humanos é normalmente transmitida pela água potável, não por nossos animais de estimação. Evite beber água contaminada, especialmente durante viagens, e considere comprar um filtro de água se sua fonte de água for conhecida por conter o parasita. A Giárdia também pode estar presente nos alimentos e no solo, então lave todos as frutas, legumes e verduras antes de comer e lave as mãos depois de trabalhar ou mexer na terra ou no lixo.

A Giárdia é um parasita altamente desagradável do qual os remédios preventivos mensais contra pulgas, carrapatos e dirofilariose não protegem seu cão. Felizmente, existem os bons hábitos de higiene que você deve seguir para ajudar a prevenir a Giárdia em cães. Para ter mais informações sobre esta doença, converse com seu veterinário.

LEIA TAMBÉM:

Aprenda a adestrar o seu cão Passo a Passo
O seu cachorro está impossível e você não sabe mais o que fazer? Neste guia você irá aprender como adestrá-lo resolvendo os seus principais problemas de comportamento.

ASSINE NOSSO SITE E RECEBA EM SEU E-MAIL OS NOVOS ARTIGOS

FONTES:

https://www.akc.org/expert-advice/health/the-facts-you-need-to-know-about-giardia-in-dogs/

https://vcahospitals.com/know-your-pet/giardia-in-dogs

Nosso site não tem apoio financeiro e dependemos de você para poder continuar. Ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais.

Gostou desse artigo? Deixe um comentário

Rolar para o topo
%d blogueiros gostam disto: