Dirofilariose Canina (Verme do Coração) Sintomas e Tratamentos

A Dirofilariose Canina ou Verme do Coração é transmitido por mosquitos de um cão infectado. O tratamento é caro e a prevenção é a melhor forma de evitar a doença.

Dirofilariose Canina - Verme do coração

O que é dirofilariose canina?

A dirofilariose ou verme do coração é um parasita potencialmente mortal, transmitido apenas por mosquitos, que pegam a dirofilariose larval, denominada microfilária, que circula na corrente sanguínea dos animais infectados.

Cães e outros canídeos, como raposas, lobos e coiotes, são considerados os principais hospedeiros da dirofilariose, mas esses parasitas também podem afetar outros mamíferos, incluindo gatos e furões.

Existem tratamentos disponíveis para cães, mas a prevenção é a melhor forma de evitar os vermes.

A dirofilariose, nome científico Dirofilaria immitis ou D. immitis. Não passa de cão para cão, mas precisa de um intermediário, o mosquito, para infectar novos hospedeiros.

Os vermes entram em no hospedeiro através de uma picada de mosquito quando ele está se alimentando do sangue do animal. Resíduos na boca do mosquito transportam os vermes imaturos chamados microfilárias (que têm apenas cerca de 1/100 de polegada de comprimento) de um animal infectado para um cão saudável. Os vermes imaturos viajam pela corrente sanguínea e, após cerca de dois meses, se instalam no lado direito do coração, onde começam a crescer.

Amadurecem depois de seis meses e podem viver no corpo do cão por sete anos, cada um alcançando um comprimento de até 30 cm, e produzindo novos vermes. Depois de cerca de um ano, o cachorro pode abrigar centenas desses vermes, embora 15 seja quantidade média. Os vermes causam inflamação e danificam o coração, as artérias e os pulmões do animal.

Quais os sintomas da dirofilariose?

Nos estágios iniciais, pode não haver sinais da doença. À medida que os vermes crescem e se multiplicam, os sintomas se tornam mais evidentes, aumentando em gravidade à medida que a doença progride. Existem quatro classes de infecção:

  1. Classe um sem sintomas ou apenas tosse leve.
  2. A classe dois é marcada por uma pequena dificuldade em fazer exercícios e tosse persistente.
  3. A classe três ocorre uma maior intolerância ao exercício, sons pulmonares anormais, pulso fraco, síncope (desmaios causados ​​por diminuição do fluxo sanguíneo para o cérebro), diminuição do apetite, perda de peso e ascite (barriga inchada devido à insuficiência cardíaca).
  4. A classe quatro é conhecida como síndrome da veia cava, um colapso cardiovascular com risco de vida, que é marcado por respiração difícil, gengivas pálidas e urina cor de café escura, levando à falência completa dos órgãos e a morte.

Como saber se o cão está com o verme do coração?

O diagnóstico precoce é importante; quanto mais cedo a dirofilariose for detectada, melhores serão as chances de recuperação. Em muitos casos, um exame de sangue pode determinar a presença do parasita. O sangue é testado para a presença de antígenos (proteínas), mesmo que não haja evidência de microfilárias.

Se o seu cão for diagnosticado com dirofilariose canina por meio de um exame de sangue, o veterinário fará outros exames para confirmar e para ter certeza de que seu cão pode fazer o tratamento com segurança. Esses exames são:

  • Radiografias para localizar anormalidades no lado direito do coração e nas artérias pulmonares.
  • Ultrassons para mostrar formas anormais de órgãos, bem como os vermes se contorcendo.
  • Ecocardiografia para ver dentro das câmaras cardíacas e visualizar os vermes.

Qual o tratamento para dirofilariose?

Dirofilariose Canina Tratamento
Dirofilariose Canina Tratamento

O tratamento para dirofilariose é caro e complexo, então seu veterinário deve fazer exames para confirmar o diagnóstico.

  • Restringir a atividade física: embora possa ser difícil restringir a atividade física do cão, especialmente em cães ativos, isso é crucial. O esforço aumentará a taxa de danos ao coração e aos pulmões. O confinamento pode ser necessário.
  • Estabilizar a doença: Se o seu cão apresenta sintomas avançados ou outras doenças, podem ser necessárias terapias preliminares.
  • Matar vermes: o medicamento para tratamento da dirofilariose é o dicloridrato de melarsomina, vendido sob as marcas Immiticide .

O medicamento é administrado por injeção intramuscular profunda na região lombar do cão e é recomendado para doenças que não progrediram além da classe três. Outro medicamento aprovado  é a moxidectina, que livra a corrente sanguínea das microfilárias. Além disso, outros medicamentos, como preventivos contra dirofilariose, antibióticos e esteroides, podem fazer parte do tratamento.

  • Cirurgia: Em casos extremos, o veterinário recorrerá à cirurgia, retirando fisicamente os vermes.

Como evitar o verme do coração?

O tratamento para dirofilariose é difícil e às vezes perigoso para o cão e muito caro, razão pela qual os veterinários são tão inflexíveis quanto aos exames anuais e à administração de preventivos – o que os cientistas chamam de quimioprofilaxia. As melhores formas de evitar o verme do coração são:

  • Administração durante todo o ano de um medicamento para prevenção da dirofilariose.
  • Cumprimento estrito do cronograma de dosagem recomendado pelo seu veterinário.
  • Aplicação de repelentes de mosquitos .
  • Controle ambiental para reduzir ou eliminar criadouros de mosquitos, como piscinas de água parada; o uso de armadilhas para mosquitos; e evitando a exposição do seu cão, limitando as atividades ao ar livre ao amanhecer e ao anoitecer, o principal horário de ataque dos mosquitos.
  • Medicamentos, usados ​​para prevenção do verme do  coração, também são eficazes contra outros parasitas, como lombrigas , tênias , pulgas e vermes. Estes medicamentos são:
    •  Endogard
    • Vermífugo Ourofino Top Dog
    • Vermífugo Ceva Canex Premium
    • Irvemectina 

LEIA TAMBÉM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *